Dr. Fabricio Cardoso

Início » Posts etiquetados como 'criança'

Arquivo da tag: criança

Meu filho tem as pernas tortas

A cada 10 crianças que passam nos consultórios ortopédicos, 9 são levada por dúvidas dos pais ou parentes próximos em relação a forma dos pés ou das pernas:

– Meu filho é arcado!!!criancas1

– Meu filho é junteiro!!!

– Meu filho cai muito!!!

– Meu filho tem os pés para dentro!!!

– Meu filho tem o pé chato!!!

– Precisa bota?

– Precisa palmilha?

Na maior parte dos casos nada precisa ser feito, somente observação.

Mas o que é normal e o que é anormal?

Tudo vai depender da idade que a criança tem, para cada faixa etária uma determinada faixa angulação será considerada normal.

Mas antes de falarmos de cada faixa etária específica vamos esclarecer dois termos técnicos que serão usados: varo e valgo ou genovaro e genovalgo.

 

Varo ou geno varo – Quando os joelhos são “arcados”, ou seja, juntando-se os dois pés os joelhos não encostam.

Valgo ou geno valgo – Quando os joelhos são “junteiros” ou em forma de tesoura.

Varo Valgo

E o que é normal para cada idade?

 

Recém nascido até 01 ano e meio:

A criança encontra-se em varo (arcada), ou seja, a criança nasce arcada (geno varo) e vai retificando progressivamente durante o período que a criança começa a andar e em torno de 01 ano e meio a 02 anos os membros em geral encontram-se retificados (neutros).

De 01 ano e meio até por volta dos 04 anos:

Nesta faixa etária os membros inferiores começam a apresentar angulação em valgo, o seja, apresentam pernas junteiras ou em forma de tesoura e esta angulação vai aumentando até por volta dos 04 anos de idade, época que geralmente os pais procuram o médico relatando que a criança está junteira, que bate os joelhos, cai muito, tem os pés rodados para dentro…etc. Estas alterações são normais para esta idade devido a angulação do joelho.

De 04 aos 07 anos:

Nesta faixa etária temos uma diminuição gradual do valgo com estabilização da angulação em torno dos 07 anos permanecendo até a idade adulta, ou seja, a curvatura dos joelhos tendem a se normalizar e a angulação apresentada aos 7 anos permanece até a idade adulta.

Devemos lembrar que devido a tendencia familiar de cada indivíduo alguns graus de varo ou valgo são aceitáveis sem que isto signifique doença.

Joelho infantil

E a bota ortopédica doutor?

As botas ortopédicas não são mais usadas hoje em dia por não terem comprovação científica de sua eficácia.

Mas doutor minha mãe e minha sogra conhecem várias pessoas que usaram a bota ortopédica e foram curadas!!!

Estas angulações têm tendência a normalização com ou sem as botas, ou seja, sem as botas ortopédicas também seriam “curadas” até em torno dos 7 anos.

No passado acreditou-se que as botas ortopédicas eram responsáveis pela correção, hoje existe comprovação científica de que elas não exercem efeito algum na angulação dos joelhos.

E as palmilhas?

Assim como as botas ortopédicas, não existe comprovação cietífica de sua eficácia.

 

Conheço um médico que passa palmilhas…

Este é um questionamento que temos frequentemente nos consultórios ortopédicos, de pais e principalmente dos avós que presenciaram o grande uso de botas ortopédicas no passado e que não aceitam ouvir do ortopedista que o filho está normal e que não precisa de tratamento algum. Neste caso, alguns ortopedistas optam pela prescrição das palmilhas para acalmar os ânimos.

 

Para finalizar…

A grande maioria das crianças que vão aos consultórios ortopédicos não apresentam anormalidade.

Para cada idade existe uma angulação normal para os joelhos, ou seja, o que é normal para uma determinada idade poderá não ser para outra.

Até os 7 anos a maioria dos desvios se corrigem.

Não existe comprovação científica de que botas ortopédica e palmilhas corrijam as angulações dos joelhos.

Se a forma dos membros inferiores do seu filho não está seguindo o esquema informado neste artigo procure o ortopedista.

 

Este artigo respeita as normas regulamentadoras do exercício ético-profissional da medicina e nunca descartando a necessidade da consulta para o tratamento e o esclarecimento de dúvidas.

As informações deste artigo visam complementar, mas nunca substituir o relacionamento entre médico e pacientes.

Na dúvida procure o ortopedista.

 

Criança protegida no carro

Aprenda passo-a-passo neste tutorial,como posicionar corretamente seu filho na cadeirinha de segurança no banco traseiro do veiculo.

Campanha realizada de Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) desde 2010.